domingo, 11 de março de 2012

Ruínas


"Em minha mente
Adormecem insólitas estátuas...
Fragmentos a esmo deixados...
Deitados, ao longo dos dias
E que custosamente
Tento conceber como reais


Mas não posso ver com clareza...


Nuvens de poeira
Erguem-se das ruínas
Das quais resta-me apenas
O pesar por não poder vê-las..."
(Vanessa Marques)


2 comentários:

  1. Beola fotografia...Belo texto...Espectacular....
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigada Fernando pelo comentário :)
    Cumprimentos!

    ResponderEliminar